Ego

25 nov

Ela acordou diferente. Sentindo diferente.

Havia um vazio. No entanto, um vazio bom. Era como se conseguisse tocar a liberdade. Percebeu então que não pensava em ninguém, que sua mente estava finalmente descongestionada.

Depois de tanto vasculhar dentro dela uma resposta, viu o que havia de tão incomum nela naquele momento: não estava apaixonada.

Eis aqui um milagre!

Após estar ciente do estado em que seu coração se encontrava, tomou a decisão que faltava: apaixonar-se pela pessoa que sempre esteve lá, gritando por atenção e cuidados.

Como pôde ser tão cega a ponto de não percebê-la? Alguém que via todos os dias e que é completamente indispensável na vida da garota. A única pessoa que a pode fazer ser alguém de verdade.

Ela mesma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: