Arquivo | setembro, 2012

Nível Quatro

30 set

Aqui estou eu de novo escrevendo enquanto penso em você. É estranho, até meio engraçado. Já gostei de outros caras de maneira infinitamente mais intensa, porém nunca escrevi tanto para alguém quanto escrevo para você. Quero dizer, acredito que seja muito mais para mim, pois estas palavras nunca te alcançarão.

Não é um pouco irônico? Porque, sei lá, em comparação ao que costumava sentir, tenho muito controle em relação a você, contudo sempre me vem essa necessidade de externar essa coisa estranha que surge quando você aparece em minha mente.

Eu amo sua voz, amo seus olhos brilhantes, amo seu cabelo bagunçado, amo seu nariz enorme, amo suas mãos, amo o jeito como você se veste, amo seu queixo levemente dividido, amo sua boca, amo até sua expressão de indiferença, mas, quer saber, não te amo, simplesmente porque você não é real para mim. Não é concreto, não é comprovado e nem alcançável.

De que adianta eu colocar tanto carinho em alguém se esse zelo não puder ser compartilhado? Prometi, quase inconscientemente, que passaria a gostar mais de mim, então tenho que começar a cortar esses gastos e investir em quem realmente merece. Desculpe minhas palavras, isso pode soar um pouco rude, mas não estava mais cabendo.

Fico tentando deixar os outros felizes e com muita frequência me esqueço. Esqueço-me de olhar pra dentro e sussurrar em pensamento: “Ei, menina, você não é menos importante que nenhuma dessas pessoas que fica tentando agradar!” Parece egoísmo, não é? Prefiro chamar de amor próprio, que é o que mais está escasso por aqui. Foco. Cortar gastos. Investir em quem merece.

Você é sem igual, querido, e desejaria muito que não houvesse tantas barreiras entre nós. Não vou me render, continuarei te admirando e pensando em você todas as noites antes de me afogar no sono – apenas não com a mesma paixão –, até que o merecedor e palpável – por mais que não tenha essa sua autenticidade apaixonante – enfim apareça.

Música: Scared

25 set

Hoje eu estava, como de costume, lendo os tweets do @alberthammondjr, pois lá ele responde várias perguntas (geralmente de forma irônica e engraçada) e, quando vi o seguinte tweet, fiquei enlouquecida:

Dá pra acreditar? O filho do meu eterno John Lennon trabalhando junto com dois Strokes *-*

Confesso que nunca tinha escutado nada do projeto solo do Albert e quando ouvi Scared fiquei com muita vontade de conhecer as outras músicas!

Achei que algumas características da música têm muito a ver com o som dos Strokes. Além disso, percebi que o Hammond não tem talento só pra tocar guitarra (e que talento <3)! A letra é maravilhosa e dá pra refletir bastante a partir dela ;)

Espero que gostem tanto quanto eu!

@victorialopesp

Inspire-se: Quartos

20 set

Garotas do Lookbook: Ebba Zingmark

19 set

Lookbook ~ Blog

Por Marina Colasanti: “Às seis da tarde”

18 set

Às seis da tarde

as mulheres choravam

no banheiro.

Não choravam por isso

ou por aquilo

choravam porque o pranto subia

garganta acima

mesmo se os filhos cresciam

com boa saúde

se havia comida no fogo

e se o marido lhes dava

do bom e do melhor

choravam porque no céu

além do basculante

o dia se punha

porque uma ânsia

uma dor

uma gastura

era só o que sobrava

dos seus sonhos.

Agora

às seis da tarde

as mulheres regressam do trabalho

o dia se põe

os filhos crescem

o fogo espera

e elas não podem

não querem

chorar na condução.

Obs.: Estava fazendo tarefa de português e esse poema apareceu em um dos exercícios. Eu fiquei apaixonada e resolvi compartilhar. Espero que gostem tanto quanto eu :’) Foi retirado do livro Gargantas abertas.

Inspiração: Converse Cano Médio

15 set

Eu não resisto, preciso colocar o vídeo aqui, kkkkk *u* Não vejo ocasião melhor. Os músicos Julian Casablancas, Santogold e Pharrell Williams se juntaram e gravaram música e vídeo para a Converse. Jules + Converse = <3

CONVERSE – My Drive Thru – Pharrell (NERD) ft. Julian Casablancas & Santagold

Vá ao colégio com estilo

14 set

Principalmente no ensino médio, passamos a maior parte do tempo na escola e o uniforme não dá muitas possibilidades. Pensando nisso, resolvi preparar as dicas a seguir.

Maquiagem: Como é para ir ao colégio, é melhor que seja algo mais simples e natural, não é mesmo? Não considero apropriado bases de cobertura muito pesada ou sombras escuras.

Acessórios: Ótima maneira de ficar mais bonita e diferente sem modificar os trajes exigidos pela escola. Porém, como disse acima, melhor não exagerar. Lembre-se: você vai estar na escola e não em uma passarela.

Calçados: Eles fazem toda a diferença. Com a escolha certa de um par para usar com seu uniforme, talvez você não precise de mais nada para estar bem vestida.

É isso, espero que tenham gostado!

Bisou, @victorialopesp.