Aquele temor

11 set

Foto: Lukrecja

Às vezes me vem essa vontade de ser fria. Tão gelada que queime ao toque. Muitas vezes, aliás. Porque, quer saber, ser sensível cansa, é trabalhoso e requer uma enorme dose de coragem.

Quase chego a me odiar quando fico o dia inteiro triste por conta de uma palavra, um gesto ou apenas um olhar. É horrível, dói muito, de verdade. É muito maior que a dor em si provocada; o que mais pesa é minha insatisfação comigo mesma. Fazer de tudo, dar o melhor e ainda assim receber indiferença.

Várias vezes eu gostaria de conseguir permanecer durante dias sem falar com alguém querido ou, sei lá, ter menos medo da solidão.  Quem sabe isso me faria bem e me tornaria mais saudável, porque aguentar fúria e egocentrismo alheios é muito desgastante.

Tenho é que me amar mais, entende? Contudo, infelizmente, dizer é simples e agir é um caminho coberto por limites impostos por nossas mentes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: